Cerâmica, Arte e Magia

Em meio a áreas preservadas de mata atlântica e margeada pelo Rio Capibaribe, o ceramista Francisco Brennand construiu seu ateliê, e o transformou em um dos museus mais impressionantes já vistos.

Após encarar o tão caótico trânsito da capital pernambucana, próximo da divisa com o município de Camaragibe, chega-se a uma estrada de terra que é percorrida quase que por inteira dentro de um túnel formado por grandes árvores. Os barulhos da cidade grande são deixados para trás e dão lugar aos sons da mata. A impressão é de estar cruzando um portal. Até o clima muda e fica mais ameno.

Ao final da travessia, as árvores da floresta dão lugar a grandes chaminés e galpões de uma antiga fábrica. Após o primeiro contorno, logo se vê que é um lugar místico, uma gigantesca galeria de arte, cercada pela natureza e pela paz de um mosteiro isolado ao som de canto gregoriano.

A Oficina Cerâmica Francisco Brennand foi fundada em 1971 pelo renomado escultor, nascida das ruínas da antiga fábrica de tijolos e telhas de cerâmica que pertenceu ao seu pai, nas terras do velho Engenho Santos Cosme e Damião. O lugar é hoje, com seus templos, construções emblemáticas e jardins projetados por Burle Marx repletos de esculturas criadas pelo ceramista, um lugar surpreendente e único no mundo.

Apesar de Francisco Brennand ser amplamente conhecido, principalmente pela icônica Torre de Cristal, construída no quebra mar do Porto do Recife, em frente ao Marco Zero da cidade, chama a atenção o quão poucos são aqueles que conhecem seu ateliê, no bairro da Várzea, localizado em plena capital pernambucana, mas que transmite a sensação de se estar em outra dimensão, em um universo paralelo.

Durante a visita à Oficina, além de conhecer suas enigmáticas esculturas em cerâmica, que dão margem para as mais diversas interpretações, principalmente sexuais, é também possível apreciar desenhos e pinturas de autoria de Francisco na pinacoteca do local, chamada de Accademia, um lado do artista revelado ao público relativamente a pouco tempo, mas que impressiona pelas mesmas razões.

Não é difícil encontrar pelos corredores dos antigos galpões, que mais parecem pertencer a um velho convento, onde estão expostas centenas de peças, o próprio escultor, que simpaticamente recebe, conversa e posa para fotos com os visitantes.

Ao final do passeio, o Restaurante e Café Brennand é um convite para fechar em grande estilo uma manhã ou tarde nesse universo mágico. No estabelecimento se pode degustar um bom café com uma fatia de bolo, ou até um almoço com pratos especiais que agrada a públicos dos mais exigentes. Na saída, a enorme sensação de paz que invade a alma desde a chegada, é o sentimento que mais permeia as lembranças do local, e a vontade de ali voltar para sentir a mesma paz novamente.

Texto e fotos por Leonardo Araújo Documentarista, fotojornalista, produtor de conteúdo e editor do blog Culturas & Fronteiras (culturasefronteiras.leonardo-araujo.com). www.leonardo-araujo.com – (81) 9 8804-1247 contato@leonardo-araujo.com – @leoaraujofoto

Be the first to comment on "Cerâmica, Arte e Magia"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*