Estudo da Lycra constata que as mulheres brasileiras são as mais frustradas no momento da compra de jeans

São Paulo – A marca LYCRA®, empresa do Grupo INVISTA, acaba de divulgar o resultado de uma pesquisa global sobre hábitos de consumo de moda no segmento de jeanswear. O objetivo do estudo, que entrevistou mais de 2500 mulheres de cinco países diferentes, é entender o que as mulheres buscam quando vão comprar a peça mais democrática e querida por todos, o jeans.

E o principal resultado percebido é que em todos os países, mais de metade das mulheres se sentem frustradas aos modelos de jeans disponíveis no mercado. Entre elas, as brasileiras são as mais insatisfeitas – 84% assumem que não encontram uma peça com ajuste perfeito ao seu corpo, seguido pela Alemanha com 81%, Estados Unidos com 79%, Espanha com 74% e China com 68%.

Dessa forma, quando não encontra o jeans ideal, 42% das mulheres no mundo todo optam por não comprar nenhuma outra peça, já 15% compram uma calça legging como substituta – peça que vem se destacando no uso doméstico.

Apesar do momento econômico delicado que o Brasil enfrenta, as brasileiras têm a maior média de consumo jeans no mundo – são 9 peças ao ano versus 8 nas demais localidades –, porém são as que menos investem, gastando 131 reais por calça. Quando encontra o jeans ideal, 58% das vezes ela compra mais de um par, mesmo que seja necessário um investimento maior. A consumidora brasileira (62%) tem a expectativa que um jeans de melhor qualidade é mais caro e está disposta a pagar até 36% mais por esse produto.

Aos serem questionadas sobre as dificuldades de adquirir o jeans, todas consideram que essa peça é um dos itens de vestuário mais complicados de comprar – 42% das brasileiras consideram uma compra difícil, que desprende muito tempo e é estressante.Itens como conforto, aparência e ajuste são considerados os mais importantes pelas mulheres ao buscar uma calça jeans. “Em suma, a mulher quer um jeans confortável, com estilo e que se ajuste bem ao seu corpo durante todo o dia, sem deformar ao longo do uso”, comenta Robson Ferreira, líder do segmento de jeanswear da marca LYCRA® para América do Sul. (foto).

Em relação às modelagens, a tradicional ainda é a mais utilizada pela brasileira (27%), com o crescimento da skinny (25%) e slim (20%). Já nos demais países, a slim já é a mais querida por todos (29%).

“Os resultados indicam é que a mulher brasileira busca cada vez mais peças com conforto (é o requisito mais importante para as mulheres brasileiras quando compram um jeans) e stretch, com peças mais ajustadas e pró- ximas ao corpo, o que faz do fio LYCRA® o melhor amigo das consumidoras de jeans”, completa o executivo. Esta pesquisa foi conduzida pela agência 2CV Research, realizada em cinco países (Alemanha, Brasil, China, EUA e Espanha) e falou com mais de 2500 mulheres entre 18 a 49 anos, que tinham comprado um jeans nos últimos seis meses e que utilizassem jeans ao menos uma vez na semana.

Larissa Massaro – larissa.massaro@ketchum.com.br  – Grupo INVISTA – (11) 5090-8900 R. 8899

 

Be the first to comment on "Estudo da Lycra constata que as mulheres brasileiras são as mais frustradas no momento da compra de jeans"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*