Injeção de Ânimo

diferença entre um período bom ou ruim na economia não se dá, na maioria das vezes, pela ausência ou presença de dinheiro, e sim pela movimentação do dinheiro no mercado. A tomada de crédito, o fluxo de venda nos mais variados mercados e o investimento em novos projetos, são exemplos de movimentações e sua intensidade ditam o ritmo de crescimento ou de queda. Em ambientes de incerteza política e sem horizontes claros, os grandes investidores retêm seu capital, pois com o risco alto inviabiliza novos negócios.

O reflexo disso são as crises, com queda nas vendas, aumento de inadimplência, desemprego, tal qual o momento em que estamos passando, isso mesmo, passando, pois toda crise é passageira. A economia vive de ciclos e ao que parece, o pior já passou e a tendência é de melhora. No meio dessa turbulência toda surge uma ótima notícia para a economia, a liberação do saque do FGTS das contas inativas. Ato que não compromete os investimentos feitos com o dinheiro do Fundo, mas dá uma injeção de ânimo no mercado. São R$ 43,6 bilhões que estavam parados e serão movimentados na economia. Os endividados recuperarão o crédito, outros vão adquirir bens, outros tantos vão comprar produtos que há tempos não compravam, outros até reinvestirão em fundos com melhor rentabilidade, mas tudo isso representará um momento em que o dinheiro se movimentará na economia, fazendo-a aquecer.

Medidas como esta são muito bem vindas, principalmente em momentos em que o mercado padece e o Estado pode contribuir para seu soerguimento, já que se credita a atual crise a políticas equivocadas que o próprio Estado adotou num passado recente, independente de quem estava sentado(a) na cadeira da presidência. Sejamos otimistas, aproveitemos da melhor forma o dinheiro que consigamos receber, ou, ao menos, vamos aproveitar esta injeção de ânimo que a economia receberá nos próximos meses em nossos negócios.


Marco Sodré
Superintendente do Polo Caruaru

Be the first to comment on "Injeção de Ânimo"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*