Os hormônios e o equilíbrio emocional

Nosso cérebro é responsável por produzir muitas substâncias. Parte delas são chamadas de hormônios. Esses hormônios, quando produzidos em maior ou menor quantidade, causam reações
diversas. Mas, isso não é novidade para a maioria de nós,, que acompanhamos os programas de saúde e já ouvimos falar dessas reações onde os responsáveis são os famosos hormônios. O que quero, de fato, abordar aqui, é a importância dos aspectos emocionais envolvidos na produção dos hormônios.

Por exemplo, quem sofre pressão no trabalho, quem passa por fim de relacionamento, quem perde alguma oportunidade há muito esperada, quem erra e não aceita ter errado, quem faz uma mudança rápido demais, como mudar de cidade, acostumar com a saída dos filhos de casa, ter que mudar a rotina contra sua vontade, tem os hormônios liberados de forma irregular, e passa a agir de forma desequilibrada, hora tendo alteração de humor, podendo ir da simples grosseria numa resposta a alguém que lhe pergunta como vai ser o fim de semana, a alterações perigosas como, levar um tranca no trânsito e armado, atirar em quem nem conhece. Não só a agressividade  surge com a alteração hormonal, mas, a apatia que pode chegar a depressão.

As terapias medicamentosas, o uso de remédio, ajudam a regular a produção dos hormônios e a distribuição deles em quantidade adequada à necessidade para manter a estabilidade emocional, mas, quando admitimos as tristezas, quando procuramos soltar as emoções de medo, de insegurança, quando trabalhamos o sentimento de culpa e na dificuldade para resolver sozinho ou sozinha, poder procurar ajuda terapêutica, como algo natural, pois as terapias tem a função de olhar para o problema com foco na solução e muitas vezes, são o auxílio para uma saída definitiva na recuperação de sintomas, que os remédios controlam, mas, não liberam.

Essa parceria entre terapias convencionais, alternativas e as denominadas terapias integrativas, tem, comprovadamente, ajudado na saúde emocional e assim, contribuído para prevenção de doenças e curado os infortúnios da vida atual, stress, pânico, depressão, porque nosso corpo e nossa mente estão integrados, fazem parte de um sistema único, onde só se deveria separar para fins didáticos. Pense nisso e um forte abraço.

Shirley Freitas do Carmo
É Psicóloga, Trainner em Programação Neurolinguística (Pnl), Consteladora Sistêmica e Thetahealing.
Atendimento presencial ou a distância.
shirleyconstela@hotmail.com
81 99555.1309

Be the first to comment on "Os hormônios e o equilíbrio emocional"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*