Sempre Uma Novela

Que a Educação é a base de um país em ascensão, sério, livre e democrático todos nós já sabemos de cor e salteado; como também que o Brasil carece investir imensamente no setor educacional e aproveitar todos os meios para fomentar esse item nas novas gerações de fato.

As Redes de televisão têm nas mãos o mais possante meio de comunicação em massa, atingindo os mais distantes rincões territoriais.

Vemos a olho nu que a maioria da programação desse importante veículo não visa inserir temas educativos. Pelo contrário, há somente a preocupação com audiência, deixando uma lacuna que poderia ser preenchida em favor da população brasileira necessitada de subsídios de ensino e cidadania.

É uma pena que grandes empresários do setor não procurem transmitir conhecimento aliado aos bons costumes, pois seria sem limites o bem espalhado às pessoas em formação.

O carro chefe da TV é, sem dúvida, o cabedal novelístico em todos os horários nobres; ficando programas instrutivos, se houver, para segundo plano. Essa prática acelera um hábito de ver novela em grande escala. Termina uma e começa outra; e o povo se alienando sem perceber.

Quando vemos uma novela de época, aquela que retrata fatos da História Nacional ou Geral, muito nos alegramos, achando que irão mostrar os reais acontecimentos, inclusive dando nomes aos bois. No entanto, não levam isso em consideração, o que seria tão importante, mas fantasiam a realidade ocorrida e ainda têm o prazer de iludir com casos extraconjugais que são um prato cheio para os incautos.

Os atores e os noveleiros fazem um bom trabalho em si mesmo, (Janete Clair, Benedito Rui Barbosa, etc.), porém deveria ter um padrão elevado, e o direcionamento que fica muito a desejar. Da mesma forma como os telespectadores se apaixonam pelas tramas e são fiéis em acompanhar roteiros muitas vezes medíocres, irão gostar de ver fatos do passado das regiões brasileiras, dos casos históricos de grandes figuras e ao mesmo tempo estariam se familiarizando com coisas reais e importantes.

Raramente temos a satisfação de ter algo nesse sentido na telinha, mas queremos e precisamos de muito mais dedicação dos roteiristas e autores esclarecidos sabendo que podem fazer a sua parte.

Está passando um trabalho denominado: Novo Mundo, no qual salpicaram alguns dados e cenas da época em que viveu Dom Pedro I e sua corte no Rio de Janeiro. Mas, se tais escritores, com sua capacidade de atingir seu alvo, incentivassem o público a acompanhar diuturnamente o que se passou em sua pátria, que na verdade é obrigação de cada cidadão. A Literatura também pode ajudar na tarefa.

Deixo um apelo aos que fazem as escalas de longas ou curtas mostras televisivas a fim de terem compromisso com esse assunto de divulgar algo real e acostumar nos seus fãs a preferência pelo que vale a pena e não apenas ser uma novela sempre, sem nenhum conteúdo.

Malude Maciel – Membro da ACACCIL

Be the first to comment on "Sempre Uma Novela"

Leave a comment

Your email address will not be published.


*